Nintendo Switch (and my 5 cents.)

  • akimoto 21 Out 2016 19:45:48 5,783 posts
    Visto 8 meses atrás
    Registado 5 anos atrás
    Boas tardes.
    Podia muito bem estar a escrever isto no tópico Discussão Geral, mas não o fiz para poder depois transitar para uma futura secção "Switch". Ou podia estar nesta mesma secção a escrever sobre as especificações da máquina, o que não o faço porque ainda há muito por desvendar.
    O que me traz aqui é outra coisa, é as pessoas.
    Desde que anunciaram a nova consola, tenho mantido interesse nas notícias que vão sendo lançadas e nos comentários de toda a comunidade, desde os jogadores, passando pela imprensa, aos criadores. Estive a ponderar bem e cheguei à conclusão que maior parte destes conteúdos (exceptuando, claro está, as informações garantidas dadas pela Nintendo) são praticamente freckin' bullshit.

    Permitam-me disparar num par de direcções.
    Começo pelos analistas. Podem ir todos pró Car%&#) que vos f&##%&. Muitos destes analistas não são mais do que interpretes de números e estatística. O trabalho deles é ler e interpretar os que os accionistas precisam. O que os accionistas pretendem é dinheiro e lucro, independentemente se há criatividade ou não, se há salários e prémios para trabalhadores, recompensas para criadores, publico feliz. Grande parte dessas opiniões são exactamente opiniões de pessoas que têm (muito) dinheiro na mão para investir ou investido em alguma coisa que não está a ser rentabilizada. Ninguém gosta de ver o seu dinheiro a arder, mas fuck, é um risco e eu não tenho que ter pena de alguém que perdeu milhares ou milhões de euros ou dólares num investimento destes, porque se o teve para investir é porque tem muito mais.
    Assim, estes ditos analistas não são diferentes de todos os outros analistas que vemos nos meios de comunicação social, ou seja, estamos perante uma raça que vive especulando em favor de certos grupos económicos de relevo para continuadamente moldar a procura popular.
    Relacionando-os com a nova consola da Nintendo, acho sempre estranho que quando há um lançamento de consolas Nintendo, há sempre analistas a fazer inúmeras análises e criticas sobre o preço desses produtos. Já começa a ser histórico admitir que a Nintendo é a mais barata a lançar. O que posso criticar aqui são os timings para o efeito, mas isso discute-se atendendo ao mercado japonês.
    O que é um facto é que nenhum deles tem coragem, testículos ou permissão para escrever num site qualquer que o preço de lançamento de uma PS4 ou XOne é caro e estúpido, olhado ao que nos oferece logo no início e ao preço de vendas cruzadas como, por exemplo, Plus e semelhantes.
    E depois, falam da Nintendo como se estivessem a falar da Maria Leal. Esquecem-se que a marca continua super popular e rentável no seu mercado caseiro, continua a lançar produtos tipicamente japoneses e este ligeiro preconceito que tentam espalhar pela comunidade ocidental só barra o lançamento de boas IPs na América e, pior ainda, na Europa.
    A Wii, a WiiU e a Gamecube passaram todas por esta preconceituosa especulação e a Nintendo continua de pé. À Sega bastou a Dreamcast abanar e foram precisos anos de revitalização.

    E agora as pessoas, vulgo jogadores. Leio autenticas barbaridades pela internet fora, seja em português ou em inglês.
    Sei que são apenas comentários, muitos deles carregados de fanboyismo, que não se deve ligar, que estão no seu direito de opinião, etc etc. Correcto! Mas também estão no direito de levar uma resposta.
    Assim, gostava de identificar aqui algumas espécies:

    Há aqueles que são apenas fanáticos por alguma coisa e não dizem nada com pés e cabeça. Existem vai muito.
    Há aqueles que passam a vida a comparar specs. Nada mais errado. O sucesso de uma geração está nos jogos e no gameplay, sempre.
    Há aqueles que se queixam da pouca criatividade da industria. A Nintendo continua a lançar produtos singulares que esses mesmos queixosos criticam e não compram. A Switch vai pelo mesmo caminho.
    Há aqueles que criticam a falta de grandes AAA third party. De repente, lembro-me de Rayman, Bayonetta, Xenoblade, Monster Hunter, e de boas IPs de bons produtores da Capcom, da Square-Enix ou da Level5 que a critica e os analistas fizeram questão de não envolver em hype.
    Há aqueles que criticam a falta de grandes AAA third party, Parte 2. Falam disto como se produzir first party fosse um bicho nojento tirado de algum hentai rico em tentáculos. São os estúdios first party que podem dar mais rentabilidade aos negócios das marcas. Acham que isso não é importante? Acham que é à toa que as editoras ditas third party têm os seus próprios "first party"? O que é que a Activision, a Square ou a EA andam a fazer pelo mundo? Elas próprias têm a sua rede "first party" para criar jogos. Assim, um jogo first party não é diferente de um third party, já que esse third party, durante a sua produção, não deixa de ser um first party para quem edita.
    Há aqueles que criticam a falta de grandes AAA third party, Parte 3. E depois consideram uma interminável lista de indies os melhores jogos para jogar.
    Há aqueles que acham que Super Mario é sempre a mesma coisa. Fuck-off! Provavelmente compram Fifa todos os anos e jogaram CoD toda a vida e as suas colecções de jogos são, basicamente, essas duas IPs.
    Há aqueles que acham caro o preço de lançamento, mesmo que o mesmo ainda não tenha sido divulgado. É normal. Vi muita gente a gastar 500€ numa PS4 + Plus + Knack. Mas é sempre divinal ver um sapo a ser engolido.
    Há aqueles que dizem que os catálogos são pequenos e não sai bons jogos todos os meses. Epah, gente rica. Eu até considero que compro muitos jogos e sai muito dinheiro do meu ordenado para isso, mas bolas, sou mesmo pobre por pensar que é impossível ter tudo. Sabe-me melhor tê-los do que apenas observá-los nas prateleiras das lojas.
    Há aqueles que acham que a Nintendo deveria produzir para outras. Sinceramente, que mentalidade mais podre, derrotista e impostora. Venderiam assim tão facilmente a vossa personalidade?? Um exemplo, a Ferrari vende menos que a Renault. Facto. Mas não é por isso que a Ferrari tenha necessidade de produzir para a marca francesa. Querem Mario ou Zelda? Comprem uma Nintendo.
    Há aqueles que, como li no Eurogamer, acham que apesar de todas aquelas third parties que já deram o seu voto de confiança não se vê os nomes Mafia e GTA na lista. Ahah, que riso!!
    Há aqueles que dizem que a Nintendo é para crianças. Get laid for God sake.


    Basicamente é isto. Se me lembrar de mais indignações, adiciono.
  • adjhippie 21 Out 2016 22:39:31 12,640 posts
    Visto 4 dias atrás
    Registado 10 anos atrás
    acho que o pessoal de PR/marketing da nintendo ainda deixa muito a desejar.
    se por um lado desta vez a transmissão da mensagem sobre o que é a switch passou muito bem (quando comparado á wiiu) não podem revelar um produto ontem e dizerem que "épá, informações mais detalhadas sobre o produto damos talvez só em 2017"

    http://www.eurogamer.pt/articles/2016-10-21-nintendo-switch-as-especificacoes-so-serao-reveladas-em-2017
    :rolleyes:

    se revelaram a consola ontem era já ontem que faziam um nintendo direct sobre a consola, assim põe-se a jeito de tais analistas e mais uma carrada de rumores.
  • akimoto 21 Out 2016 23:02:26 5,783 posts
    Visto 8 meses atrás
    Registado 5 anos atrás
    @adjhippie

    Acho que até Janeiro eles irão alimentar a coisa, não necessariamente com especificações.
  • Nosferatus 22 Out 2016 03:42:07 1,701 posts
    Visto 1 dia atrás
    Registado 9 anos atrás
    Acho que o trailer poderia ter sido mais longo especialmente mostrando um pouco mais alguns jogos da consola.
    Mostraram pouco. Muito pouco.
    E nem vou falar da anedota do skyrim que afinal foi só pra mostrar conceito. For god sake um jogo com uns bons anos em cima que afinal Mem confirmado esta.

    De resto gostei da revelação, embora admita que não me causou ainda qualquer vontade em investir nesta nova consola.
  • gargles 22 Out 2016 04:27:38 23,579 posts
    Visto 7 minutos atrás
    Registado 12 anos atrás
    Penso que essas dúvidas foram propositadas. Teoricamente, nenhum jogo foi propriamente revelado. Apareceu ali um novo Mario mas isso já era esperado. Também se viu Mario Kart e Splatoon, que podem ser ports ou sequelas (spoiler: são ports e existem mais a caminho). Skyrim? Por enquanto, não foi confirmado. Mas para ter recebido destaque neste trailer, é porque a Bethesda tem mesmo algo em mente. E voltando a Mario... apesar de ter sido confirmado, essa foi a razão de não terem mostrado a consola em Setembro. De certa forma, é só para dizer que existe.
    Voltando às dúvidas. Este trailer não passou de um teaser para deixar os jogadores a pedirem mais. Tanto para jogadores como investidores, eles disseram "eis o que estamos a fazer. Tomem lá o nome, o aspecto, o conceito e possivelmente alguns jogos. Agora, discutam". Todos ficam satisfeitos s a pedir por mais. E esse mais chegará a seu tempo, após a poeira assentar e a Nintendo tratar dos seus assuntos (Wii U ou o que restar dela, e 3DS com Pokémon Sun/Moon). Ou seja, em 2017. De qualquer forma, a Nintendo conseguiu registar esta recepção inicial, mesmo com as dúvidas a pairar no ar.

    Outro aspecto que deve ser discutido é a das especificações e das expectativas. "A consola nascerá morta porque não é poderosa", "a Nintendo tinha de produzir uma consola com muito poder para receber jogos". Faz sentido. Mas deixo uma pergunta que tenho feito frequentemente nos últimos tempos: quem passaria de uma Playstation ou de uma Xbox para uma consola da Nintendo? Os casuais não o fariam. Estão habituados aos seus jogos mais "mainstream" e aos seus serviços online. E a NN ainda não chega ao patamar destes dois monstros. Os hardcore até o poderiam fazer mas continuariam com dúvidas e provavelmente também se manteriam nestas consolas. Seria mais uma caseira semelhante num leque de 2 plataformas com vários modelos. E se não bastasse, as tais dúvidas sobre os thirds manter-se-iam, com a desculpa da "falta de público". É uma situação muito complicada. Mal por mal, esta Switch pode despoletar uma mudança de paradigma. Pode também falhar mas tenta puxar a Nintendo para o topo sem optar por uma via que lhe garantiria uma derrota quase certa. A meu ver, esta diferenciação é a melhor opção para a companhia. A tal caseira até pode existir mas o caminho passa primeiro pela Switch.

    Referencio também aquela afirmação da Nintendo, de que a "Switch é acima de tudo uma consola para estar em casa". Pois, não. Sabe-se que esta tem de fazer compromissos. Nós sabemos quais são. E vendo pelo possível hardware, as vantagens estão do lado portátil, seja pelo próprio conceito, pelo hardware ou até pela fusão das equipas de software da marca. E a conversa do "third pillar" é interessante. Tem sucesso? Passa a ser a nova portátil e ao lado dela, poderá estar aquela caseira que mencionei em cima. Falha? Lança-se uma nova portátil e está feito. Astuto, Nintendo. É PR descarado mas é astuto.

    De um ponto de vista inicial, penso que a Switch deveria ter sido a Wii U e que, ao contrário desta, a nova consola apresenta mais garantias de sucesso. Não acredito em vendas ao nível de uma Playstation (80 milhões para cima) mas no fim da sua vida, creio que possa superar a grande maioria das caseiras da marca e talvez olhar de perto para as outras portáteis, num mercado que tem estado complicado. "Combinar" estes dois conceitos foi uma boa forma de arranjarem diferenciação. Que esta resulte mesmo.
  • gargles 22 Out 2016 04:29:58 23,579 posts
    Visto 7 minutos atrás
    Registado 12 anos atrás
    Ah, nota adicional. Não me admiraria minimamente se esta consola corresse jogos de smartphones.
  • Nosferatus 22 Out 2016 12:14:50 1,701 posts
    Visto 1 dia atrás
    Registado 9 anos atrás
    @gargles Concordo com algumas coisas que dizes. Ainda assim estou céptico em relação ao poder da consola. Mas aguardemos. Não será facil replicar o sucesso da Wii, ate porque aqui não ha nada de revolucionário. É apenas uma evolução da Wii U, mas o gamepad agora é a propria consola.

    O mercado não reagiu bem a Wii U(infelizmente, pois tinha potencial).

    Quanto ao resto, relativo a apresentação, sim gerou muita curiosidade, mas duvido seriamente que tenha sido o suficiente para deter alguém de investir nas mais tentadoras propostas deste natal, com excepção dos fas mais dedicados, que como sabemos não sao assim tantos(sao que compraram Wii U basicamente).
  • AMMANN-_ 22 Out 2016 16:23:02 76 posts
    Visto 2 horas atrás
    Registado 7 anos atrás
    Já agora também aproveito para deixar a minha opinião sobre a Nintendo Switch (NS).

    Eu achei o teaser trailer muito bom. Simplesmente fez o que devia, o nome é Switch porque podes mudar de um modo portatil para um modo TV. Conseguiram ser claros no conceito algo que falhou imenso na Wii U.

    JOGOS

    Os jogos mostrados (ou game concepts) conseguiram acima de tudo mandar uma mensagem de inovação dentro da companhia.
    Zelda Breath of the Wild, Mario Kart 8 (ou 9), Splatoon (ou Spla2oon) e um novo Mario 3D (que parece-me a mim quer juntar o estilo do 3D World ao gameplay do Galaxy ou 64) mostram que o catalogo de exclusivos continua lá e muito bom afirmando também uma aposta talvez nas competições de gaming com o Splatoon e futuramente também o Super Smash.
    Mas o mais importante foi mandar a mensagem BETHESDA nem é tanto o próprio Skyrim (ou o facto de sair ou não) mas sim o nome tão associado a jogos mais mature aos shooters/open world games que faltaram à Nintendo em qualquer um dos seus catalogos nos ultimos 10 anos.
    Bethesda, Take-Two, EA, Activision, Ubisoft, Warner Bros, SEGA, Capcom, Konami, Namco Bandai são todos nomes de gigantes do mundo Third-Party e é muito importante mandar a mensagem do "Estamos a tentar pessoal".

    O conceito permite quebrar a barreira de separação entre a secção portatil e caseira da Nintendo e acho que isso é um ponto que poucos tocaram.
    Poderemos vir a ter não 6 jogos mas sim 10 num ano EXCLUSIVOS. Fire Emblem, Zelda, Mario, Animal Crossing, Pokemon entre outros na mesma máquina é algo que nao acontece ha MUITO tempo e para mim o que me deixa mais entusiasmado na Switch.

    Claro que agora sabemos que os cartuchos da DS e 3DS não funcionam tal como os Discos da Wii e Wii U. Infelizmente isto trará um maior flow de remasters.
    Para ser sincero já esperava este cenário e acho que podemos vir a ter o Splatoon, Super Mario Maker, Bayonetta 1+2, Xenoblade Chronicles X e talvez mais 1 ou 2 que foram grandes jogos lançados num sistema que não vendeu muito. Jogos que poucos jogaram e que merecem ter mais reconhecimento. Também acho estúpido a Nintendo não aproveitar o catalogo da Wii e da Gamecube para lancar mais uns HD ports como o Super Mario Sunshine, Super Mario Galaxy, Zelda Skyward Sword, Pikmin, F-Zero GX, Paper Mario TTYD entre muitos outros. Se os outros fazem a Nintendo também pode fazer.

    A Wii U teve Pokken Tournament, Star Fox Zero, Paper Mario Color Splash, Tokyo Mirage Sessions e o Zelda twillight Princess HD este ano numero pouco diferente do numero de exclusivos da PS4 e XONE. Claro que nestes casos estou a falar de jogos feitos em exclusivo para a consola e jogos mais relevantes. Mas o numero de exclusivos é semelhante o problema é que nao houve um unico jogo 3rd a sair na Wii U de interesse este ano só o LEGO Avengers torna tudo mais complicado (ao menos ainda temos o Darksiders a sair hehe)

    PREÇO, PODER E TUDO O MAIS

    O preço que e estaria disposto a dar dependeria muito da lineup dos primeiros 6 meses a 1 ano. Estaria disposto a dar até 399,99€ mas preferia dar talvez apenas 299,99€ para comprar mais um ou outro jogo. Tudo depende dos seu poder e da disponibilidade dos 3rd.

    Em termos de poder acho que vai ser o factor mais discutido até a Nintendo apresentar a lineup para a Switch porque a Nintendo pega numa batata e faz o Super Mario Galaxy 2 portanto eles sabem sempre como aproveitar o seu hardware ao maximo agora se por exemplo saisse o COD Infinte Warfare, Watch Dogs 2 e até mesmo o tal Skyrim Remastered acho que podemos estar bem confiantes que a consola até é fortezinha o suficiente para receber 3rd durante um belo tempo e não apenas durante o primeiro ano e meio como na Wii U.
    Outra coisa, há pouco tempo foi comentado pela Bethesda que eles apenas estariam interessados na NX / NS se esta tivesse poder suficiente para representar a visão da Bethesda no mundo do jogos. O facto de eles terem uma parte tão determinante naquele teaser deixa-me entusiasmado.

    Os comandos JoyCon intrigam-me ainda não sei bem o que achar deles, o Pro Controller parece-me espetacular mas acho a cor da consola em si pouco atrativa. Acho que lançá-la depois em diferentes cores como aconteceu com a N64 acho que era uma boa aposta.

    A bateria e a forma de carregamento penso que será o factor mais importante apesar de eu até nao a querer levar para fora de casa mas estando eu em Lisboa e sendo da Madeira adoraria um sistema leve que pudesse levar para quando voltasse à terra. Acho que 4/5 horas já seria excelente. E se fosse possivel utilizar os tão utilizados Powerbank por mim nao haveria grande problema.

    Ainda temos a UI da consola que nao sabemos, a Eshop, a Nintendo ID, se irao haver achievments, se o ecra é touch ou não há muita coisa ainda por saber que me deixa algo entusiasmado mas tambem nervoso ao mesmo tempo. Veremos ja sabemos que com a Nintendo nao se sabe o que pode sair

    Eu gostei e quero saber mais. De momento há 70% de probabilidade de eu a comprar quero que chegue mais informação porque parecia que os rumores iam acabar mas ainda ficaram piores portanto Nintendo Do What You Gotta Do. Esta é a minha opinião desculpem o testamento.

    P.S. O facto dos rumores dizerem que a consola vai ter 32GB de armazenamento acho que não é assim tao preocupante porque penso que os cartoes SD vao fazer parte desta maquina e tambem porque os cartuchos têm hoje em dia uma grande capacidade de armazenamento. O unico problema que vejo são os updates aí sim ja vejo problema.

    P.S.2 Porque raio é que ainda não baixaram a porra do preço da Wii U para 199,99€ e meteram os restantes exclusivos em Selects caramba estes gajos às vezes conseguem ser bem chatos pá :)
  • akimoto 22 Out 2016 17:18:49 5,783 posts
    Visto 8 meses atrás
    Registado 5 anos atrás
    @gargles

    Não me admiraria minimamente se esta consola corresse jogos de smartphones.
    Acho mesmo que a concretizar-se essa possibilidade, seja este um dos maiores apelos à venda da consola, principalmente no Japão.
  • akimoto 22 Out 2016 17:31:33 5,783 posts
    Visto 8 meses atrás
    Registado 5 anos atrás
    @Nosferatus

    Ainda bem que mencionas a Wii. Lembras-te do nome de código da consola antes do anuncio? Acho que era Revolution.
    Agora a NX é Switch, e eu vejo-a assim: como uma substituição singular, de algo singular, por parte da Nintendo, que continua a apresentar algo diferente para jogar, sem perder as características dos produtos japoneses.

    E a Wii vem comprovar o que me escrevi atrás. Quando foi lançada, o feedback da Wii foi enorme. Agora, não só a Nintendo continua a surpreender com algo diferente, como provavelmente vai apresentar um preço idêntico e as pessoas andam aí a armar-se em esquesitas. Não faz sentido as criticas, nem faz sentido o que os analistas dizem.
  • akimoto 22 Out 2016 17:34:36 5,783 posts
    Visto 8 meses atrás
    Registado 5 anos atrás
    @AMMANN-_

    Porque raio é que ainda não baixaram a porra do preço da Wii U para 199,99€
    É esse o meu problema. Se a WiiU ou a 3ds baixarem de preço, não há Switch para ninguém. A última Nintendo que tive foi a DS e nos anos seguintes não foi possível outra N. A Switch apela bastante ao meu interesse, mas baixando a WiiU ou a 3DS, a confusão vai instalar-se...
  • akimoto 22 Out 2016 17:44:28 5,783 posts
    Visto 8 meses atrás
    Registado 5 anos atrás
    Adiciono aqui outra coisa.
    Li no Eurogamer as palavras de um outro analista famoso (de quem não me lembra o nome, pois nunca ouvi falar dele) que diz que a Switch terá que ter grande apoio dos produtos de massas das third parties para sobreviver e que o video de apresentação da consola devia ter crianças em vez jovens adultos. Nem no meu tempo de experiências alucinogénicas eu trocava tantos raciocínios.
    O que este senhor pretende é que a Nintendo deva dirigir-se ás crianças com produtos de lucro garantido e de massas como Call of Duty, GTA, Fallout, BF, etc, ou seja, que a Nintendo deva deixar a ética que sempre a caracterizou. Faz algum sentido?? Não me parece, mas até pode ser só de mim...
  • Nosferatus 22 Out 2016 18:06:30 1,701 posts
    Visto 1 dia atrás
    Registado 9 anos atrás
    @akimoto o que acabaste de dizer aplicou-se preto no branco a Wiiu. E o resultado está à vista.
    Eu assisti de perto ao nascimento e morte prematura dessa consola, como aliás assisti de outras nestes meus 31 anos de vida.

    Aquilo que te posso dizer é que as pessoas gostam da familiaridade. Daí as séries da Nintendo resistirem tão bem ao teste do tempo.
    No que concerne às consola, já não acontece o mesmo porque a Nintendo tem optado por aproximaçoes diferentes a este mercado em cada geração de consola e isso tem tido resultados mistos.

    Por haver uma noção de continuidade é que a playstation e Xbox vão conseguindo sair se bem. Óbvio que depois entram em cena os jogos, mas ai é tudo subjectivo.
Inicia sessão para responder

Sometimes posts may contain links to online retail stores. If you click on one and make a purchase we may receive a small commission. For more information, go here.